08 de dezembro de 2021 - 11:08

Policial

10/11/2021 12:37

Polícia Federal prende quadrilha que cometeu 545 furtos a bancos

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (10/11), a segunda fase da Operação Pesca Urbana, para desarticular organização criminosa especializada em furtos a terminais de autoatendimento de agências da Caixa Econômica Federal e de outras instituições financeiras.

Somente neste ano, 545 ocorrências vinculadas ao grupo foram registradas pela PF em todo o Brasil.

Policiais federais cumprem 18 mandados de prisão preventiva, 34 de busca e apreensão e medidas para bloqueio de bens nos seguintes estados: São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Espírito Santo. A organização é investigada pela PF em Caxias do Sul (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Palmas (TO), Maringá (PR) e Aracaju (SE).

As apurações começaram em janeiro de 2021, a partir do ataque da quadrilha a nove agências da Caixa Econômica Federal na Serra Gaúcha, resultando na deflagração da primeira fase da Operação Pesca Urbana, em 23 de abril.

Mesmo após a etapa inicial das diligências da PF, a organização criminosa prosseguiu com ataques a agências da Caixa Econômica Federal na Grande Porto Alegre, no litoral do Rio Grande do Sul e em outras localidades do país.

Até o momento, 49 pessoas envolvidas com a organização criminosa haviam sido presas em flagrante por furto a agências bancárias em diversos estados. Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado, organização criminosa e outras práticas criminosas que venham a ser identificadas na sequência das apurações.

Operação Pesca Urbana

A operação foi denominada Pesca Urbana em razão do sistema utilizado pelo grupo criminoso para “fisgar” envelopes com valores depositados em terminais de autoatendimento de agências bancárias.


Plantão

(65) 98411-0626

Copyright  - A Voz do Estado  - Todos os direitos reservados